Baby blues, eu passei por ele

baby blues Bem-estar Desenvolvimento Pais e Filhos pos parto Saúde POR: Miriam Cristina 10 out 2016
Imagem: http://br.guiainfantil.com/
Muito mais comum do que imaginamos, o baby blues atinge cerca de 60 a 80% das mães durante os dias que seguem ao parto, provavelmente, devido às alterações hormonais que estão sofrendo neste momento, influenciando diretamente no estado emocional da mulher (depois que os hormônios se ajustam, o baby blues passa naturalmente). Não precisa de tratamento nenhum e nem causa danos ao bebê.

Baby Blues é uma tristeza profunda, um sentimento de impotência, insegurança e medo que acomete a mamãe logo após o parto. São picos de tristeza, alegria, irritação e tudo o mais. Uma verdadeira perturbação emocional que pode durar alguns dias, consistindo num estado de tristeza, desconforto e choro frequente.
 
Me lembro que, ainda na maternidade, eu experimentei esse desconfortante sentimento, uma vontade incontrolável de chorar. Senti na pele o quão complicado e sofrido é essa sensação. Cheguei em casa com muito medo. Tive um puerpério tranquilo, com muito suporte e cuidados carinhosos por parte do meu marido, mas, mesmo assim, eu chorava muito. 

baby blues me pegou de jeito, chorei por medo de não dar conta, chorei porque meu marido iria trabalhar, chorei porque estava longe da minha família, chorei pelo fato de estar chorando em um momento de tanta felicidade, chorei porque achava que não iria ser uma boa mãe, chorei porque eu não sabia como iria tomar conta dele, chorei porque o Pedro não iria conhecer os melhores avôs do mundo, chorei porque meus pais não estavam ali para ver o meu filho lindo, chorei de saudades, saudades dos meus pais… chorei, chorei, chorei. Mas com muito apoio e suporte do meu marido eu passei por esta fase. 
 
baby blues pode ser confundido com a depressão pós-parto, uma outra condição que afeta algumas mulheres após o nascimento do bebê. Mas as duas coisas têm causas e efeitos bem diferentes.
 
baby blues não é uma doença e vai passar, normalmente. Este estado desaparece, espontaneamente, após a adaptação à nova rotina, assim, estes sintomas devem diminuir e desaparecer dentro de alguns dias após o parto. Caso você continue se sentindo muito triste, mais de um mês depois do parto, aí, sim, pode estar sofrendo de depressão pós-parto. Converse com seu médico para conseguir orientações sobre o tratamento. 
Outro sintoma que deverá ser observado é que no baby blues você não vai passar as 24 horas do seu dia triste e melancólica, mas sentirá isso por alguns momentos. Então, se esse sentimento triste for muito intenso e se intensificar ou durar muito tempo converse com seu médico. 

Aqui, abro um parenteses, para contar a minha experiencia. Essa sensação desconforto não passou com 15 dias, na verdade ela durou pouco mais de 1 mês, mas não era intenso, não era sempre e, sim, eventual, em alguns momentos dos dias e nem eram todos os dias. Desta forma, foi fácil distinguir e saber que não se tratava de uma depressão pós parto e, sim, de um baby blues passageiro.
 
Os sintomas dos baby blues são:
Choro constante ou choro sem motivo aparente; mudança de apetite (para mais ou para menos); impaciência; irritabilidade; preocupação excessiva quanto ao papel de mãe e até achar que a maternidade nunca será prazerosa, ansiedade, fadiga; insônia (mesmo quando o bebê está dormindo), tristeza por motivos aparentemente “bobos”, mudanças de humor, dificuldade de concentração.
O apoio do marido e familiares é essencial para cuidados pós-parto e, assim, o baby blues fica mais suportável. 
 
Uma dica para os maridos e familiares é que sejam pacientes e estejam disposto a ouvir a mamãe. Deixe-a chorar à vontade. Demonstrem seu apoio incondicional nesta fase. Isso fará uma enorme diferença. 
 
Já, para a mamãe, o conselho é que você também se ajude. Não se cobre de estar feliz 24 horas por dia só porque seu bebê acabou de nascer. Se deixe sentir um pouquinho de melancolia, respeite este seu momento.
Não se esqueçam que o baby blues é passageiro e com o tempo as coisas entram nos eixos, o desespero inicial vai embora e você vai tirar de letra!
 
Vocês também passaram pelo baby blues? Como foi e como vocês lidaram com isso? Contem aqui nos comentários e vamos ajudar as outras mães que podem estar enfrentando isso agora.
 

Deixe seu comentário

You must be logged in to post a comment.

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.