Assaduras são um incômodo para os bebês. Como prevenir esse mal e manter o conforto do pequeno?

Saúde POR: Miriam Cristina 18 dez 2017

Os sintomas você já conhece: vermelhidão, sensibilidade, descamação e, muitas vezes, coceira. Se é isso que você encontra todas as vezes que tira a fralda do seu bebê, é preciso redobrar os cuidados com o pequeno.

As assaduras ou dermatite de fraldas são causadas justamente por causa das… fraldas! Apesar de garantir a higiene, as fraldas também aumentam a temperatura e a umidade da região genital, além de deixar a pele em contato com os excrementos do pequeno.

 

Agora no verão, os termômetros vão subir e os bebês vão transpirar muito mais, resultando no aumento de temperatura e umidade na região genital. Por isso, os cuidados com a higiene do pequeno precisam ser ainda mais intensos.

Assaduras também podem ser causadas, em casos mais raros, por irritação ou alergia a algum componente da fralda ou de produtos como lenço umedecido. A presença de fungos também pode provocar irritações e inspirar cuidados médicos.

Felizmente, há formas de evitar que o seu filho sofra com o incômodo das assaduras. Se elas ainda não fazem parte da rotina de cuidados do bebê, chegou a hora de aderir:

Trocar as fraldas

A melhor forma de prevenir as assaduras é realizando a troca com frequência para que o xixi e o cocô do pequeno não fiquem em contato com a pele por muito tempo. Troque o bebê pelo menos a cada três horas ou assim que perceber que a fralda está suja.

Fazer a limpeza com água

O jeito certo de limpar o bumbum do seu bebê é com água morna embebida em um algodão. Se a remoção estiver difícil, use um sabonete especial para bebês. O lenço umedecido deve ser de uso ocasional, como quando você está passeando com o seu filho e não tem acesso a outra opção.

Testar diferente marcas

Se a assadura do seu filho está sendo causada por alergia a determinada fralda, a dica é escolher uma marca diferente, pois a composição do item varia de acordo com o fabricante. Se você não encontrar nenhuma opção adequada, considere a substituição pelas fraldas de pano, que são mais naturais.

Não usar fraldas apertadas

Conforme o bebê cresce, é essencial que você providencie fraldas do tamanho certo para ele. Além disso, na hora de vestir o item, evite apertar demais. Fraldas apertadas causam ainda mais atrito com a pele sensível, aumentando as chances de uma assadura aparecer.

Deixar o bebê sem fraldas

Ao menos umas duas horas por dia, deixe o seu bebê ficar sem fralda pela casa para que a pele possa respirar e cicatrizar. Você provavelmente vai ter que encarar alguma bagunça, como xixi escorrendo pelas pernas e indo parar no chão do quarto, então, esteja preparada para fazer a limpeza.

Use fraldas noturnas

As fraldas noturnas são maiores e mais absorventes. Isso quer dizer que, se você não fizer a troca durante a noite por algum motivo, a pele do bebê ficará protegida por mais tempo. No entanto, se o seu filho já estiver apresentando sensibilidade na região, vale a pena trocar a fralda.

A pomada: uso obrigatório para prevenir e tratar

As pomadas para assadura são ideais para regenerar a pele e cicatrizar a região avermelhada. Elas não podem faltar no trocador e nem na bolsa do bebê, pois precisam ser usadas em todas as trocas de fralda.

Esse tipo de pomada contém, óxido de zinco. Essa substância é multiuso, pois possui propriedades adstringentes, antisséptica, secativa e anti-inflamatória, tudo o que a criança necessita para evitar e tratar as assaduras.

Além desse ingrediente, as pomadas podem ter vitaminas A e D, lanolina, calêndula e óleos naturais, que regeneram, hidratam e protegem a pele do pequeno.

Como a pomada é tão importante para o conforto do seu bebê, você precisa acertar na escolha. Na Alô Bebê, há com certeza há a opção ideal que fará maravilhas para o bumbum do seu filho.

A eficiência da pomada é o fator mais importante para a compra. Cada pele reage diferente a determinado produto, então, é comum que você precise testar algumas marcas antes de acertar aquela que vai curar o incômodo do pequeno.

Para as mamães, textura e embalagem são duas características que precisam ser práticas para a troca ser feita rapidamente, pois os pequenos são impacientes. Pomadas mais consistentes e tampas de rosquear nem sempre agradam.

Além disso, a facilidade de encontrar o produto na loja, farmácia ou mercado que você frequenta é fundamental, pois vai haver o dia em que a sua pomada vai acabar e você precisará sair correndo para comprar outra!

Pauta: Luana Santos
Link Building

Deixe seu comentário

You must be logged in to post a comment.

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.